EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Projeto Waterfront assinala fim da Primeira Grande Guerra

Projeto Waterfront assinala fim da Primeira Grande Guerra
Direitos de autor 
De  Euronews com REUTERS
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cadeia humana uniu portos flamengos de Zeebruge e Ostende e contou com presença dos Reis da Bélgica.

PUBLICIDADE

Na Bélgica, uma corrente humana de 21 quilómetros assinalou os 100 anos do fim da Primeira Guerra Mundial, a 29 de junho de 1918.

O Projeto Waterfront organizou a iniciativa, que ligou os portos flamengos de Zeebrugge e Ostende.

Aos pares, as os participantes lançaram três mil pequenos barcos ao mar. Cada barco tinha o nome de alguém que morreu durante a Primeira Grande Guerra.

Entre as forças que ajudaram os aliados, encontravam-se milhares de australianos. Um século depois, os Europeus quiseram honrar a memória de quem veio de longe para ajudá-los.

Na cerimónia, à qual assistiram também os Reis da Bélgica, marcou prsença Peter Cosgrove, Governador-Geral da Austrália: 

"Doze mil dos nossos soldados morreram e estão enterrados na Bélgica. Os Australianos estão muito gratos ao povo belga pela forma como honra a memória destes soldados e o seu sacrifício. É maravilhoso assistir a esta cerimónia," disse Peter Cosgrove.

O Projeto Waterfront tem como objetivo recordar os erros do passado e promover a esperança e reconciliação entre os povos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A Arte pós Primeira Guerra Mundial na Tate Britain

Primeira Guerra Mundial moldou o mundo em que vivemos

"Sunset Song": a tragédia da primeira guerra mundial na Escócia