A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Pussy Riot invadiram a final para protestar contra Putin

Pussy Riot invadiram a final para protestar contra Putin
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Quatro pessoas vestidas de polícias invadiram o relvado durante a final do Campeonato do Mundo. A invasão foi reivindicada pelas Pussy Riot, grupo de punk rock feminista muito crítico em relação a Putin.

Um vídeo publicado no Twitter, mas ainda não verificado, mostra alegadamente o interrogatório dos elementos do grupo. Um alegado polícia pergunta a Pyotr Verzilov onde é que arranjou o uniforme. Ele responde que o alugou. E o agente diz-lhe que tem pena que já não se esteja em 1937 e que eles humilharam o país.

As Pussy Riot publicaram um vídeo em que leem um comunicado. Dizem que "a Rússia não é um Estado de Direito e que qualquer polícia pode entrar na vida dos cidadãos a bem ou a mal". Apelam "à luta para travar a fabricação de casos criminais e detenções por nada na Rússia". O grupo pediu ainda a libertação dos presos políticos e que haja "competição política na Rússia.

Segundo as informações publicadas pelas Pussy Riot no Twitter, o grupo ainda se encontra na esquadra da polícia, onde não terá condições para dormir, comer ou tomar banho.