Ativistas das Pussy Riot detidas à saída da prisão

Ativistas das Pussy Riot detidas à saída da prisão
De  Ricardo Borges de Carvalho com Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Assim que saíram do centro de detenção, em Moscovo, após 15 dias de pena, as três mulheres foram confrontadas com uma nova acusação e levadas pela polícia. Tudo por causa de terem invadido o relvado durante a recente final do Mundial de futebol entre a França e a Croácia.

PUBLICIDADE

Pensavam que tinham sido libertadas, mas o sorriso rapidamente desapareceu da cara destas activistas das Pussy Riot.

Assim que saíram da prisão de Moscovo, depois de 15 dias detidas por violar de forma séria as regras de comportamento dos espectadores, as mulheres foram confrontadas com uma nova acusação e de novo levadas pelas autoridades.

Estão agora acusadas de violar as regras de manifestações públicas e podem ser condenadas a mais dez dias de prisão.

Tudo porque na recente final do Campeonato do Mundo de futebol, em Moscovo, invadiram o relvado durante o jogo entre a França e a Croácia.

As Pussy Riot justificaram a invasão de campo como forma de apelar à libertação dos presos políticos na Rússia e de acabar com as detenções durante as manifestações pacíficas no país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Membro das Pussy Riot perde fala, visão e andar

Pussy Riot condenados a 15 dias de prisão

Países Baixos assinam tratado de segurança com Kiev