Última hora

Última hora

Menor taxa de desemprego em Julho em Espanha

Em leitura:

Menor taxa de desemprego em Julho em Espanha

Menor taxa de desemprego em Julho em Espanha
Tamanho do texto Aa Aa

O verão e o emprego sazonal estão a impulsionar o mercado de trabalho espanhol.

Em julho, o número de inscritos a Segurança Social já tinha atingido o nível anterior à queda do Lehman Brothers. A época de verão impulsionou as empresas a contratarem mais e o desemprego continua a cair.

No mês passado, o número de desempregados desceu: uma queda que representa mais de 27 mil pessoas, fazendo um total 3,1 milhões.

No mesmo período, foram criados 35.819 novos postos de trabalho, elevando o número de contribuintes para mais de 19 milhões, o número máximo desde agosto de 2008.

A maior parte dos postos de trabalho foi criada no setor de saúde (49.056 novos empregos) para preencher as vagas de verão, seguida pelo Comércio, (com 42.615 novos empregos), e o setor da Hotelaria, (com outros 33.504)- que lidera a criação de emprego nos últimos meses.

A Galiza e a Catalunha são as regiões autónomas que lideram este aumento do emprego, enquanto Madrid e a Andaluzia estão a sofrer uma queda devido à perda de postos de trabalho no setor da agricultura.