Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Crise Migratória: Itália ameaça UE

Crise Migratória: Itália ameaça UE
Tamanho do texto Aa Aa

A crise migratória ameaça a hegemonia da União Europeia.

A Itália adverte que vai cortar a sua contribuição para o orçamento europeu caso, esta sexta-feira, Bruxelas não ofereça uma solução para a distribuição dos cerca de 150 migrantes do navio Diciotti, bloqueado no porto da Catânia.

A ameaça surgiu pela voz do vice-primeiro-ministro italiano, Luigi di Maio.

O Executivo de Roma exige que os parceiros europeus assumam a responsabilidade de receber os migrantes.

"Se a União Europeia continuar com este comportamento, se não sair nada da reunião da Comissão Europeia sobre o navio Diciotti e sobre a distribuição destas pessoas, não estamos dispostos a continuar a dar os 20 mil milhões de euros para a União Europeia todos os anos", assegura o governante.

A Itália é o terceiro maior contribuinte líquido para o orçamento europeu, sendo suplantada apenas pela Alemanha e por França.

Representantes de diversos estados-membros da União Europeia, reúnem-se esta sexta-feira em Bruxelas para discutir o desembarque do navio.

A reunião foi marcada depois de o primeiro-ministro italiano, Matteo Salvini, ter recusado autorizar o desembarque dos migrantes do Diciotti, resgatados do Mediterrâneo há mais de uma semana.