Última hora

Última hora

Aberto inquérito para apurar causas do incêncio do Museu Nacional

Em leitura:

Aberto inquérito para apurar causas do incêncio do Museu Nacional

Aberto inquérito para apurar causas do incêncio do Museu Nacional
Tamanho do texto Aa Aa

O Ministério Público Federal do Brasil pediu a abertura de um inquérito policial para apurar as causas e as responsabilidades do incêndio que no domingo devastou o Museu Nacional do Rio de Janeiro.

À imprensa brasileira, o ministro da cultura, Sérgio Sá Leitão, afirmou que esta foi "uma tragédia incomensurável" e que um curto-circuito ou um balão podem estar na origem do fogo.

O diretor do Museu pede agora que o Governo Federal disponibilize a verba necessária para recuperar o pouco que resta do acervo.

"É uma tragédia, é! Temos o nosso período de luto. Nós temos de passar por esse período de luto, só que temos de pensar: e agora? Só chorar não adianta. É necessário que todos imbuídos, particularmente o Governo Federal, que tem os recursos necessários, ajude o Museu Nacional a recompor a sua história. Nós já perdemos parte do acervo, parte do acervo... Que não façam com que o Brasil perca a sua história", roga Alexandre Keller.

Foram poucos os artefactos do acervo que não foram consumidos pelas labaredas.

A coleção, uma das mais importantes da América Latina, tinha mais de 20 milhões de peças desde o Brasil pré-histórico ao período monárquico, além de artefactos de diversas culturas do mundo.

O incêndio chocou o Brasil. Centenas de pessoas manifestaram-se em frente à Quinta da Boa Vista em protesto contra a incúria e a falta de investimento a que os monumentos nacionais foram votados pelos sucessivos governos, nos últimos anos.