EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Tsipras alerta para a ascensão da extrema-direita

Tsipras discursa no Parlamento Europeu
Tsipras discursa no Parlamento Europeu Direitos de autor REUTERS/VINCENT KESSLER
Direitos de autor REUTERS/VINCENT KESSLER
De  Ricardo Borges de Carvalho
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Primeiro-ministro grego foi ao Parlamento Europeu, em Estrasburgo, avisar os eurodeputados que se não houver uma solução efetiva para a crise dos migrantes, o projeto europeu pode enfrentar uma crise existencial.

PUBLICIDADE

Três anos depois, o primeiro-ministro grego voltou a discursar no Parlamento Europeu.

Em Estrasburgo, Alexis Tsipras alertou os eurodeputados para o crescimento dos nacionalismos se a Europa não conseguir lidar de forma efetiva com a crise dos migrantes.

Entrevistado pela Euronews, o chefe do governo grego considerou também que o projeto europeu enfrenta uma crise existencial.

"Havia e ainda ainda há um défice democrático, que juntamente com o fetichismo fiscal da abordagem económica neoliberal à crise financeira, se tornaram nas razões pelas quais a Europa deixou de ser atrativa aos cidadãos e o principal motivo para a ascensão da extrema-direita".

A crise dos migrantes tem sido um dos maiores testes de sempre à União Europeia, e sobre este assunto, Alexis Tsipras admite que não tem a mesma posição que o governo italiano.

O primeiro-ministro grego vê mesmo pouca coerência nas posições do executivo de Giuseppe Conte.

"O governo italiano tem uma atitude contraditória porque, por um lado recusa receber barcos com migrantes e por outro, quando estes barcos chegam às suas águas, pede aos países vizinhos para os acolherem."

Alexis Tsipras aproveitou também a presença no Parlamento Europeu para elogiar o povo grego que "cerrou os dentes e aceitou grandes sacrifícios" para conseguir concluir o terceiro programa de ajuda financeira ao país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Discurso de Juncker "sem novidades" e "desfasado"

Tsipras de gravata para celebrar fim do programa de resgate

Mortes de migrantes no Canal da Mancha levantam questões em Londres e Paris