Última hora

Última hora

Parque da Gorongosa combate o casamento infantil

Em leitura:

Parque da Gorongosa combate o casamento infantil

Parque da Gorongosa combate o casamento infantil
Tamanho do texto Aa Aa

Estamos num dos maiores santuários animais de África - o Parque Nacional de Gorongosa, em Moçambique.

Além da preservação da natureza, o parque ajuda também a população local - sobretudo no que toca às raparigas, os responsáveis pela estrutura têm a missão de combater o abandono escolar e o casamento infantil, um flagelo que afeta o país, apesar da proibição na lei.

É um trabalho que o fundador do parque, Greg Carr, leva a peito: "Para o Parque da Gorongosa, é um princípio fundamental ajudar todas as raparigas que vivem aqui na área, dar-lhes a oportunidade de estar numa escola. O casamento infantil é proibido pela lei de Moçambique e quando uma rapariga está na escola, fica longe do casamento infantil."

A educação sexual e a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, como a SIDA, fazem parte dos temas ensinados nestas aulas. As raparigas e mulheres são particularmente vulneráveis à infeção pelo HIV.

Segundo a UNICEF, Moçambique tem uma das taxas mais elevadas de casamento infantil no mundo, embora os números estejam a diminuir lentamente. De acordo com um relatório de 2015, 14% das mulheres entre os 20 e os 24 anos casaram antes dos 15. Em muitos casos, a pobreza leva os pais a casar as filhas ainda crianças ou adolescentes.