Oktoberfest está aí e crimes sexuais estão na mira

Oktoberfest está aí e crimes sexuais estão na mira
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Maior festa da cerveja do planeta aumenta medidas de segurança para prevenir crimes sexuais

PUBLICIDADE

Munique veste-se a rigor para a centésima octagésima quinta edição da popular Oktoberfest, que tem início este sábado e irá animar as ruas da cidade bávara durante duas semanas. Para não fugir à tradição, serão servidos vários milhões de litros de cerveja, o que naturalmente provoca dores de cabeça acrescidas para as autoridades. Como não podia deixar de ser, a segurança é uma das principais preocupações da organização.

Marcus da Glória Martins, porta-voz da polícia alemã, informa que o número de câmaras de vídeo-vigilância no recinto da festa aumentou de 38 para 47 mas que o aumento será imperceptível para os visitantes, assim como a presença de agentes especializados que irão supervisionar a multidão.

Na mira da polícia estão os crimes sexuais, que em 2017 duplicaram relativamente ao ano anterior. Um crescimento parcialmente explicado pela entrada em vigor de uma nova lei mais abrangente, mas também por uma maior consciência social.

Comportamentos que em tempos foram considerados banais podem agora dar pena de prisão e o mediatismo de movimentos com o #MeToo tem encorajado as vítimas a apresentar queixa. Os tempos do silêncio cúmplice terminaram.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jenni Hermoso confirma perante o juiz que foi beijada sem consentimento por Rubiales

Federação de Futebol contradiz Jenni Hermoso e garante que Rubiales "não mente"

Ex-diretora de escola judaica ultra-ortodoxa condenada por crimes sexuais