Última hora

Última hora

Detenções no âmbito do furto de armas em Tancos

Em leitura:

Detenções no âmbito do furto de armas em Tancos

Detenções no âmbito do furto de armas em Tancos
Tamanho do texto Aa Aa

Entre terça e esta quarta-feira foram detidas oito pessoas, no âmbito da investigação ao roubo de equipamento militar da base de Tancos. Entre os detidos está o Diretor-geral da Polícia Militar, três membros da Guarda Nacional Republicana e um civil.

Os detidos militares são suspeitos de terem forjado, juntamente com o civil, alegadamente o autor do furto, a recuperação das armas roubadas.

As suspeitas incluem, e entre outras coisas, "crimes de associação criminosa, falsificação de documentos, tráfico de influências, favoritismo pessoal praticado por um funcionário, abuso de poder, detenção e tráfico de armas proibidas e munições. Este arsenal desapareceu em junho do ano passado de Tancos. Três meses depois as armas roubadas reapareceram num campo na Chamusca, após uma alegada denúncia anónima à GNR de Loulé. Alguns dos detidos fazem parte desta força.