Última hora

Última hora

Manuel Valls, o francês que quer liderar a Câmara de Barcelona

Em leitura:

Manuel Valls, o francês que quer liderar a Câmara de Barcelona

Manuel Valls, o francês que quer liderar a Câmara de Barcelona
Tamanho do texto Aa Aa

O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls apresentou esta terça-feira a sua candidatura à presidência da câmara de Barcelona nas eleições de maio de 2019.

Depois de falhar a nomeação do Partido Socialista gaulês para as últimas eleições presidenciais em França, no ano passado, Valls passou mais tempo na cidade onde nasceu e que procura agora liderar, rejeitando o projeto independentista da região.

"O separatismo tenta retratar Barcelona como a capital de uma república catalã imaginária. Barcelona não é isso e não está interessa em sê-lo. Esta imagem contradiz a ideia de uma Barcelona global e aberta ao mundo", afirmou, num discurso em catalão, aludindo ao processo desencadeado no final do ano passado sob a presidência de Carles Puigdemont na região.

Nascido em Barcelona há 56 anos, Manuel Valls cresceu em França, onde ainda é deputado, e é agora o primeiro político europeu de renome a concorrer a uma eleição noutro país.

Na sua intervenção, o político apontou as suas atenções aos efeitos do turismo na cidade e as questões de habitação e segurança.

No entanto, a aposta de Valls já mereceu críticas de Carles Puigdemont, o ex-presidente do Governo regional e principal rosto do projeto independentista da Catalunha.

"É um candidato que não conhece Barcelona e que não é conhecido na cidade. Para saber quem é Manuel Valls e o que pode oferecer é preciso perguntar aos nossos amigos franceses", declarou.

A candidatura de Valls gerou, por agora, sentimentos distintos entre os catalães.

Com este anúncio, Valls tenta atrair os eleitores do Ciudadanos, mas também do PP, do PSOE e de setores menos radicais dos 'Communes' e da antiga Convergência e União.