Última hora
This content is not available in your region

Javier Bardem defende missões de resgate no Mediterrâneo

Javier Bardem defende missões de resgate no Mediterrâneo
Tamanho do texto Aa Aa

Javier Bardem pede à União Europeia que atue e proteja as organizações não-governamentais envolvidas nas missões de resgate no Mar Mediterrâneo.

Uma mensagem transmitida esta manha à Euronews, em Lyon, à margem do Festival de Cinema Lumière.

"A Europa devia parar de acusar e apontar o dedo a todas estas extraordinárias ONG que estão a salvar vidas. Porque salvar vidas não é um crime. Salvar vidas é um direito e estas ONG estão a dar aos imigrantes que naufragam nos oceanos o direito de viver. Todos os governos conservadores que agora surgem na Europa acusam as ONG. Querem culpá-las de algo com o qual não concordam, que é a imigração. E isto deve parar porque é contra a vontade comum de salvar a vida de qualquer pessoa que tem de deixar a sua terra natal porque está em perigo".

Nos últimos dois anos, mais de uma dezena de embarcações foram impedidas de atuar no Mediterrâneo. O último barco a perder o registo foi o Aquarius 2, um navio usado para salvar imigrantes e resgatar barcos entre o norte da África e o sul da Europa.

A rota entre a Líbia e o continente europeu fica agora sem um barco de resgate de entidades independentes.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.