Última hora

Última hora

Brexit: à procura de um acordo impossível em Bruxelas

Em leitura:

Brexit: à procura de um acordo impossível em Bruxelas

Brexit: à procura de um acordo impossível em Bruxelas
Tamanho do texto Aa Aa

Depois do falhanço de mais um encontro para resolver o Brexit em Salzburgo, Theresa May volta a encontrar-se com os líderes europeus, desta vez em Bruxelas.

A reunião para o difícil divórcio europeu começa esta quarta-feira à noite. O referendo teve lugar a 23 de junho de 2017, há mais de dois anos.

De resto, em Bruxelas o ambiente não é de otimismo. Teme-se que as novas propostas do Reino Unido não satisfaçam, mais uma vez, as expectativas dos 27.

Terça-feira, Donald Tusk, o presidente do Conselho Europeu, era o rosto de um pessimismo mais acentuado do que nunca:

"É verdade que um não-acordo é mais provável do que nunca. Mas isso não quer dizer que essa possibilidade se vá tornar na nossa prioridade política, ao contrário. Como a situação é complicada, temos de preparar todos os cenários."

A questão da fronteira que separa a República da Irlanda da Irlanda do Norte, parte do Reino Unido, é um dos principais obstáculos para um acordo final sobre o Brexit.

O território britânico deveria permanecer na União Aduaneira. Uma exceção à regra que Londres teme que seja prejudicial para a economia britânica.