Última hora

Última hora

Alemanha quer congelar exportações de armas para a Arábia Saudita

Em leitura:

Alemanha quer congelar exportações de armas para a Arábia Saudita

Alemanha quer congelar exportações de armas para a Arábia Saudita
Tamanho do texto Aa Aa

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirma que apoia o congelamento das exportações de armas para a Arábia Saudita.

As declarações surgem depois de funcionários sauditas terem admitido no domingo que o jornalista Jamal Khashoggi teria sido assassinado no que descrevem como uma operação "à revelia".

"Concordo com todos aqueles que são a favor da limitação das exportações de armas que não deve ter lugar nas atuais circunstâncias" disse a chanceler alemã, Angela Merkel.

O Reino Unido condenou a situação mas o ministro britânico responsável pelo Brexit deixou em aberto que ações o governo britânico iria adotar.

Falando no domingo, Dominic Raab, disse apenas que quer ver justiça.

"Não, não penso que seja credível e penso que se trata de um caso terrível. Apoiamos a investigação da Turquia e o governo britânico quer ver os responsáveis por esta morte levados à justiça" disse Raab num dos principais programas de atualidade política da televisão britânica.

Entretanto, a noiva do jornalista assassinado já se encontra sob proteção policial.

Foi a noiva, de nacionalidade turca, que alertou as autoridades para o desaparecimento de Khashoggi depois deste se ter deslocado ao consulado saudita em Istambul no dia 2 de outubro.

Polícia e peritos forenses estão a efetuar buscas numa floresta próximo de Istambul onde acreditam que os restos mortais do jornalista foram abandonados.