Última hora
This content is not available in your region

Malas de Khashoggi terão sido encontradas no carro do cônsul saudita

euronews_icons_loading
Malas de Khashoggi terão sido encontradas no carro do cônsul saudita
Tamanho do texto Aa Aa

Os pormenores da investigação à morte do jornalista Jamal Khashoggi são revelados, pouco a pouco.

Esta terça-feira, a CNN turca avançou que foram descobertas duas malas que pertenciam a Khashoggi. As malas terão sido encontradas no carro do cônsul da Arábia Saudita em Istambul.

Para Erdogan, não há duvidas: este assassinato foi "premeditado meticulosamente".

O caso já levou à detenção de 18 pessoas, suspeitas de estar envolvidas no assassinato do jornalista.

Durante o discurso desta terça-feira à tarde, o presidente turco pediu ao rei saudita para que os suspeitos sejam julgados em Istambul.

Reuters
Erdogan, presidente turcoReuters

A postura de Erdogan faz surgir críticas. Para o correspondente da NBC Euronews em Istambul, Bill Neely, Erdogan está a "gostar" de ter poder sobre a Arábia Saudita.

"Ele está a lançar a bola para o lado da Arábia Saudita; quer tirar a máxima vantagem da Arábia Saudita, seja ela financeira ou diplomática, e está realmente a aproveitar esse momento.", admite o correspondente.

Muitos líderes mundiais condenaram o assassinato do conhecido crítico do regime saudita, regime que tem vindo a ser pressionado a contar o que relamente aconteceu a Jamal Khashoggi

A agência estatal de notícias da Arábia Saudita revelou que um conselheiro próximo do príncipe herdeiro foi demitido, tal como três líderes dos serviços de informações.