Última hora

Última hora

Morte de Khashoggi: Príncipe herdeiro qualifica de "incidente hediondo"

Em leitura:

Morte de Khashoggi: Príncipe herdeiro qualifica de "incidente hediondo"

Príncipe herdeiro saudita fala sobre morte do jornalista Jamal Khashoggi
@ Copyright :
REUTERS/HANDOUT
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de três semanas após a morte do jornalista Jamal Kashoggi, o príncipe herdeiro saudita falou finalmente sobre o tema.

Numa conferência de investimento, em Riade, Mohammed Bin Salman garantiu que o caso não vai afetar a relação especial entre a Arábia Saudita e a Turquia e que os culpados serão julgados.

"O crime foi doloroso para todos os sauditas e acredito que também o foi para todo o mundo. É um incidente hediondo que não pode ser justificado. A Arábia Saudita está fazer tudo para finalizar a investigação, para cooperar com o governo turco e apresentar os autores a tribunal para serem julgados."

Critico do regime, Jamal Khashoggi, de 59 anos, foi morto a dois de Outubro no consulado da Arábia Saudita, em Istambul, quando foi tratar de papeis para casar com a namorada turca.

Após várias versões, Riade admitiu que o jornalista foi morto no consulado. Donald Trump diz que o encobrimento e a execução do caso foram horríveis e que não deviam ter acontecido.

Washington já revogou ou decidiu impedir que venham a ter o visto de entrada nos Estados Unidos aos 21 sauditas envolvidos na morte.