Última hora

Última hora

Eleições de Hesse levam coligação de Merkel a exame

Em leitura:

Eleições de Hesse levam coligação de Merkel a exame

Eleições de Hesse levam coligação de Merkel a exame
Tamanho do texto Aa Aa

As urnas do estado de Hesse, na Alemanha, já estão abertas para os eleitores escolherem o novo primeiro-ministro estadual, numa eleição que é vista como um teste à coligação de governo liderada por Angela Merkel.

Segundo as últimas sondagens, a baixa popularidade do governo federal promete penalizar a CDU e o SPD, apesar dos esforços da chanceler germânica.

Angela Merkel participou ativamente na campanha em apoio a Volker Bouffier, o seu aliado político que lidera o estado pela CDU ao lado dos Verdes.

Paralelamente, o outro partido membro da grande coligação nacional, o SPD, não tem também grandes motivos para sorrir.

Thorsten Schaefer-Guembel é o candidato do partido para liderar o estado que tem em Frankfurt o coração financeiro do país, mas arrisca-se a ficar em terceiro na votação.

A dimensão de uma eventual derrota do SPD pode colocar mesmo em causa a continuidade do partido na grande coligação, sobretudo quando os Verdes e até a extrema direita da Alternativa para a Alemanha dão sinais de crescimento.

Do voto deste domingo desenham-se várias possibilidades de coligação, mas Tarek Al-Wazir, atual ministro da Economia de Hesse e o rosto dos Verdes na campanha prefere não especular sobre o futuro pós-eleições.

O partido reforça a mensagem ao apresentar Tarek como a alternativa à impopular coligação de Berlim.