Jornalista expulso da Casa Branca por insistir em perguntas que Trump não gostava

Jornalista expulso da Casa Branca por insistir em perguntas que Trump não gostava
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Jim Acosta viu a sua acreditação revogada, CNN manifesta apoio total ao seu jornalista

PUBLICIDADE

Os Repórteres Sem Fronteiras colocam os Estados Unidos num modesto 45.º lugar no ranking da liberdade de imprensa e a verdade é que a administração Trump pouco ou nada tem feito para mudar a situação.

Esta quarta-feira a Casa Branca foi palco de mais um episódio paradigmático, com o chefe de estado norte-americano a recusar-se a responder às perguntas de Jim Acosta e o jornalista da CNN a não aceitar um não como resposta e a insistir em perguntas cada vez mais comprometedoras.

Donald Trump respondeu, mas para chamar Jim Acosta de pessoa rude e terrível, que não devia trabalhar para a CNN e este acabou por ver a sua acreditação revogada. A estação televisiva norte-americana manifestou apoio total ao jornalista e acusou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, de citar um incidente que nunca aconteceu para justificar a expulsão do jornalista.

Oficialmente, a acreditação de Jim Acosta foi revogada por este ter "colocado as mãos numa mulher" durante a acesa troca de palavras com Donald Trump. O vídeo completo do episódio mostra que o jornalista se recusou a largar o microfone... mas não mais que isso.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primárias no Michigan: Biden vence corrida dos democratas e Trump triunfa entre republicanos

Trump vence primárias na Carolina do Sul. Nikki Haley promete manter-se na corrida

Trump compara problemas legais à perseguição feita ao opositor russo Alexei Navalny