Última hora

Última hora

80 anos da "Noite de Cristal"

Em leitura:

80 anos da "Noite de Cristal"

80 anos da "Noite de Cristal"
Tamanho do texto Aa Aa

Com o ressurgimento do antissemitismo e a emergência de "novos nacionalismos" como pano de fundo, no Parlamento alemão (Bundestag) recordaram-se os judeus vítimas do nazismo.

O país assinala 80 anos da "Kristallnacht", a chamada "Noite de Cristal", uma antecâmara do período negro do Holocausto, como recordou o presidente Frank-Walter Steinmeier: "Por vezes parece-me que este ponto de viragem na história será sempre ensombrado pelo falhanço da República. Na verdade o fim da República de Weimar conduziu ao capítulo mais negro da história da Alemanha. Não foi a democracia que falhou historicamente, foram os inimigos da democracia."

Na noite de 9 para 10 de novembro de 1938 morreram dezenas de pessoas. As lojas, montras e sinagogas de judeus na Alemanha foram destruídas e as casas pilhadas. As autoridades nada fizeram para impedir a violência que degenerou num genocídio que viria a provocar cerca de seis milhões de mortos.

No dia seguinte iniciou-se a deportação dos primeiros 30 mil judeus para campos de concentração.