Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Dia 2 do Grande Prémio de Judo de Tashkent: ouro para o país da casa e Nuno Saraiva sétimo em -73 kg

Dia 2 do Grande Prémio de Judo de Tashkent: ouro para o país da casa e Nuno Saraiva sétimo em -73 kg
Tamanho do texto Aa Aa

No segundo dia do Grande Prémio de Tashkent de 2018, o público da casa foi recompensado com uma medalha de ouro na categoria de -73kg, conquistada por Khikmatillokh Turaev, o homem do dia. O uzbeque esteve na sua melhor forma ao longo de todas as competições.

Benjamin Axus, da França, fez-lhe frente nos quartos-de-final mas acabou por render-se a um poderoso shime-waza de Turaev.

Na final, o público da casa apoiou o judoca uzbeque na sua luta frente a Igor Wandtke, da Alemanha e na fase do prolongamento a capacidade de resistência de Turaev garantiu-lhe a vitória. Um momento de júbilo para o público e para o judoca, que reivindicou a sua primeira medalha de ouro num grande Prémio.

No pódio, o judoca foi condecorado pelo Ministro do Desporto do Uzbequistão Dilmurod Nabiyev.

"A final foi muito emocionante e dura, mas o público apoiou-me até ao fim e sabia o que eu estava a passar. Estou muito feliz por vencer no meus país," disse Khikmatillokh Turaev.

O judoca português Nuno Saraiva atingiu hoje o sétimo lugar da classificação na categoria de -73 kg, ao perder no combate de repescagem com o grego Georgios Azoidis.

Nuno Saraiva

Mungunchimeg Baldorj , da Mongólia, revelou-se a mulher do dia. A atleta de -63kg demonstrou o seu poder e a eficácia do seu ataque ao longo do dia, conquistando a que foi a sua segunda medalha de ouro num Grande Prémio da Federação Internacional de Judo.

Na final, a judoca provou merecer o primeiro lugar no pódio com um ataque O-soto-gari, que concluíu a luta frente à italiana Maria Centracchio. A medalha de ouro da judoca da Mongólia foi a sua primeira desde a de bronze que ganhou no Campeonato do Mundo de 2017.

"Não tinha ganho nenhuma medalha desde a de bronze em 2017 e agora ganhei uma de ouro, por isso estou muito feliz," comentou Mungunchimeg Baldorj sobre a sua vitória.

Nos -81kg masculinos o vencedor do Grande Prémio de Tashkent foi Didar Khamza, do Cazaquistão. Depois de estar em desvantagem no início do combate, Khamza conseguiu empatar e no período de prolongamento o seu contra-ataque decisivo decidiu a final frente a Dagvasuren Nyamsuren da Mongólia a seu favor.

Na final dos -70kg femininos, a austríaca Michaela Polleres conquistou o segundo título da sua carreira num Grande Prémio, superando a judoca Giovanna Scoccimarro da Alemanha e arrebatando a medalha de ouro para a Áustria.

O movimento do dia coube ao françês Jonathon Allardon, no combate de -81kg masculinos contra Erian Sherov, do Quirguistão, em que um O-uchi-gari relâmpago de deu a vitória.

Portugal compete na capital do Uzbequistão com nove judocas, faltado apenas as exibições de Yahima Ramirez e Patrícia Sampaio nos -78 kg, que competem no domingo, último dia de prova, num Grande Prémio em que se destaca até ao momento a conquista, na sexta-feira, da medalha de bronze de Joana Diogo em -48 kg.