Última hora

Última hora

Dia 2 do Grande Prémio de Judo de Haia: nove medalhas de ouro, nove países diferentes

Em leitura:

Dia 2 do Grande Prémio de Judo de Haia: nove medalhas de ouro, nove países diferentes

Dia 2 do Grande Prémio de Judo de Haia: nove medalhas de ouro, nove países diferentes
Tamanho do texto Aa Aa

O segundo dia do Grande Prémio de Judo de Haia, foi marcado pelo apoio incrível do público em casa a Frank de Wit. Os fãs holandeses esperaram com antecipação pela luta do judoca frente ao búlgaro Ivaylo Ivanov na final de -81kg.

Mas seria Ivanov quem se revelaria o homem do dia, recuperando da sua desvantagem inicial para vencer o seu primeiro título mundial em mais de dois anos. Apanhado de surpresa, de Wit teve que se contentar com a medalha de prata, mas mostrou fair play face à derrota.

O poder de Ivanov foi incontrolável, um ataque ao estilo de do legendário Khabareli, que levou à queda do adversário e à vitória.

"Sinto-me muito bem, muito feliz, e não é só vencer, este é um grande presente para o meu filho. E agora irei para casa e irei treinar para tentar competir no Masters," disse Ivaylo Ivanov.

A categoria dos -63kg femininos foi dominada por Junxia Yang, que exibiu um nível exemplar de técnica no solo, revelando-se a mulher do dia. A judoca chinesa venceu todas as lutas da manhã com o mesmo estilo de judo.

Na final, Yang enfrentou Alice Schlesinger da Grã-Bretanha. Depois de vários ataques fortes, insistiu na sua imparável técnica de domínio no solo, que fez a diferença. A atleta libertou as pernas e donimou a adversária pela cabeça para assegurar o arremesso pouco ortodoxo e o título.

Junxia Yang and Alice Schlesinger

Esta foi a primeira medalha de ouro de Yang num Grande Prémio ao fim de mais de três anos.

O russo Musa Mogushkov enfrentou Akil Gjakova, do Kosovo, na final de -73kg. Uma pontuação de wazari com um golpe de pés no prolongamento decidiu a luta a favor do atleta russo. Um golpe habilidoso e com o timing certo, digno da medalha de ouro para o campeão.

Hoje houve outra medalha para a Grã-Bretanha, desta vez de ouro. A vencedora da medalha de bronze nos Jogos olímpicos de 2016 Sally Conway alcançou na Holanda o lugar mais alto do pódio nos -70kg, frente à holandesa Sanne Van Dijke.

O que significa que até ao momento todas as 9 categorias jogadas foram vencidas por nações diferentes.

"Estou feliz por acabar com a medalha de ouro, mas também com o meu desempenho em geral. Acho que estou numa fase boa. Quando compito, penso sempre naquilo que poderia ter sido melhor e no que foi bom, tento analisar o meu judo e aperfeiçoar os pontos mais fracos para ser cada vez melhor," comentou Sally Conway.

O movimento do dia coube ao russo Denis Iartcev. O atleta de -73kg atirou o holandês Sam Van T Westende com este incrível O-guruma na terceira ronda da categoria. Com técnica e timing perfeitos, o judoca terminou em grande estilo.