A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Corrupção coloca Netanyahu na mira da polícia

Corrupção coloca Netanyahu na mira da polícia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia israelita recomendou, domingo, que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e a esposa, Sara, sejam acusados por "fraude, corrupção e abuso de confiança". Esta é já a terceira recomendação contra o chefe do Governo este ano.

A recomendação refere-se ao "caso 4000" que investiga se Netanyahu recebeu uma cobertura positiva por parte do site de notícias Walla em troca de favores para o dono, informou a polícia em comunicado.

Os investigadores consideram que o primeiro-ministro israelita interveio "em decisões regulatórias para favorecer Shaul Elovich", principal acionista do Grupo Bezeq, o maior grupo de telecomunicações de Israel, que é dono do site de notícias Walla.

Os favores do governo podem ter gerado centenas de milhões de dólares ao Grupo Bezeq.

O Procurador Geral deve agora decidir se deve ou não indiciar o casal Netanyahu.