Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Corrupção coloca Netanyahu na mira da polícia

Corrupção coloca Netanyahu na mira da polícia
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia israelita recomendou, domingo, que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e a esposa, Sara, sejam acusados por "fraude, corrupção e abuso de confiança". Esta é já a terceira recomendação contra o chefe do Governo este ano.

A recomendação refere-se ao "caso 4000" que investiga se Netanyahu recebeu uma cobertura positiva por parte do site de notícias Walla em troca de favores para o dono, informou a polícia em comunicado.

Os investigadores consideram que o primeiro-ministro israelita interveio "em decisões regulatórias para favorecer Shaul Elovich", principal acionista do Grupo Bezeq, o maior grupo de telecomunicações de Israel, que é dono do site de notícias Walla.

Os favores do governo podem ter gerado centenas de milhões de dólares ao Grupo Bezeq.

O Procurador Geral deve agora decidir se deve ou não indiciar o casal Netanyahu.