Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Portugal e China assinam 17 acordos de cooperação

Presidente chinês Xi Jinping e António Costa no Palácio de Queluz
Presidente chinês Xi Jinping e António Costa no Palácio de Queluz -
Direitos de autor
LUSA/MÁRIO CRUZ
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Terminou no palácio de Queluz a visita de dois dias do Presidente chinês a Portugal.

Sob um apertado dispositivo de segurança, Xi Jinping foi recebido pelo primeiro-ministro António Costa e selou a visita oficial com uma declaração onde defendeu o princípio do respeito mútuo entre países, do livre comércio e da paz.

"Vamos unir esforços em conjunto com Portugal e outros países para promover a paz e a estabilidade, o desenvolvimento comum e a paz duradoura em todo o mundo e em todas as comunidades".

Durante esta passagem por Lisboa, foram assinados 17 acordos entre as autoridades nacionais e chinesas em várias áreas.

Entre eles, destaque para o entendimento de cooperação da chamada "nova rota da seda" que inclui o investimento em mobilidade elétrica ou para a criação de um projeto empresarial chinês em Matosinhos que deverá criar 150 empregos.

No próximo ano, assinalam-se 40 anos das relações diplomáticas entre os dois países e 20 anos da devolução de Macau à China.

Xi Jinping mostrou vontade em reforçar a confiança mútua e de aumentar os ganhos partilhados entre os dois países. Lembrou mesmo uma expressão: "vinho, azeite e amigo, quanto mais antigo melhor".