Última hora

Revista "Time" homenageia jornalistas

Revista "Time" homenageia jornalistas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Jamal Khashoggi, em representação de todos os outros jornalistas assassinados e presos, são a personalidade do ano da "Time", a quem a revista chama de "Os guardiões". Homens e mulheres que correram "grandes riscos em busca da verdade.

A "Time" escolhe, anualmente, uma personalidade como a pessoa mais influente do ano. Desta vez são os jornalistas e em particular Khashoggi, assassinado no consulado da Arábia Saudita, na Turquia.

Ao colunista do Washington Post, que ocupa a capa da revista norte-americana, juntam-se Wa Lone e Kyaw Soe Oo, correspondentes da agência de notícias Reuters, detidos e condenados a sete anos de prisão no Myanmar, Maria Ressa, antiga chefe da CNN nas Filipinas e a Capital Gazette, em representação dos seus quatro jornalistas mortos a tiro num atentado em Maryland, EUA, conduzido por um homem que processou a publicação e perdeu em tribunal.

A "Time" refere ainda, e entre outros, o caso da repórter Patrícia Campos Mello, no Brasil, foi alvo de ameaças depois de noticiar que partidários do presidente eleito Jair Bolsonaro tinham financiado uma campanha de notícias falsas, contra o Partido dos Trabalhadores, através da rede social WhatsApp.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.