A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Michel Temer autoriza extradição de Cesare Battisti

Michel Temer autoriza extradição de Cesare Battisti
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente do Brasil, Michel Temer, autorizou a extradição de Cesare Battisti, condenado em Itália por quatro homicídios.

A decisão de deter o italiano foi tomada, na quinta-feira, por um juiz do Supremo Tribunal Federal mas Battisti não foi ainda detido já que se encontra em parte incerta. Antes de ser anunciada a extradição os seus advogados tinham entrado com um recurso na referida alta instância.

Battisti foi membro do grupo "Proletários Armados pelo Comunismo", braço das Brigadas Vermelhas. Foi condenado a prisão perpétua em Itália por assassinatos cometidos entre 1977 e 1979, mas alega inocência. Chegou a refugiar-se em França mas em 2004, prestes a perder o estatuto de refugiado político, fugiu para o Brasil, onde se escondeu durante três anos. Em 2007 foi detido, numa operação conjunta entre o Brasil, Itália e França.

O Supremo chegou a autorizar a sua extradição em 2009, decisão não vinculativa, que acabou vetada, no ano seguinte, pelo na altura presidente Lula da Silva. Jair Bolsonaro já tinha anunciado que ia revogar a decisão.