A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Deputados expulsos da televisão pública húngara

Deputados expulsos da televisão pública húngara
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Dois deputados independentes foram expulsos da sede da televisão pública húngara, onde passaram a última noite, na tentativa de divulgar uma declaração com reivindicações, na sequência da manifestação que reuniu milhares de pessoas no domingo, em Budapeste.

O texto pede, nomeadamente, a revogação da nova lei laboral e de outra lei que estabelece jurisdições específicas para assuntos delicados.

"Os cinco pontos, que falam sobre a independência da Justiça, a liberdade de imprensa e outras coisas, são pontos que reúnem o consenso dos partidos da oposição. Não estamos a falar sobre diferenças entre os partidos da oposição. Temos objetivos comuns e estes objetivos são compreensíveis para as pessoas, para a sociedade civil e para as ONGs. Portanto, nos últimos dias ou talvez semanas temos tido uma oposição forte ao Governo húngaro", destacou o deputado europeu Peter Niedermuller, em entrevista à Euronews.

A televisão estatal da Hungria acusa os deputados de terem assediado os trabalhadores do canal e de terem tentado invadir os espaços de trabalho, nomeadamente uma área operacional.

Desde quarta-feira que milhares de húngaros se têm manifestado contra a política do primeiro-ministro nacional-conservador, Viktor Orbán.