A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Oposição unida contra Orbán em Budapeste

Oposição unida contra Orbán em Budapeste
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de uma semana de protestos, a oposição húngara parece ter encontrado um raro momento de união face às reformas impostas pelo primeiro-ministro nacional conservador. São os protestos mais intensos desde 2017 e, de acordo com os jornalistas da Reuters no terreno, dos mais importantes em oito anos de Governor Orbán.

As camadas mais jovens da população tomaram conta das principais artérias de Budapeste, num movimento que denuncia o que consideram ser uma crescente onda de autoritarismo no Estado membro da União Europeia.

As reformas aprovadas na semana passada - com o apoio dos deputados da maioria nacional-conservadora do Fidesz - parecem ter posto de acordo forças políticas tão díspares como socialistas, liberais e a extrema-direita.