Última hora

Viena dá apoio escolar a refugiados

Viena dá apoio escolar a refugiados
Tamanho do texto Aa Aa

Viena tem um longo histórico de acolhimento de refugiados e coloca agora em prática vários programas municipais para apoiar as pessoas que chegam. Segundo a ACNUR a cidade austríaca tenta dar resposta às necessidades, com estratégias de integração, assistência médica e educação.

“Eu gosto de estar aqui e de passear, porque parece-se com a cidade de Damasco”, diz Widad, uma professora refugiada síria.

A família de Widad está entre os milhares de refugiados que fizeram de Viena a sua casa. Apesar de alguns cortes a nível nacional, a cidade continua a apoiar os refugiados e as ONG´s recorrendo ao seu próprio orçamento e a fundos da UE.

“Enquanto cidade não se pode simplesmente fechar os olhos e dizer que não queremos os refugiados. Eles estão aqui e é preciso fazer alguma coisa - para que tenham acesso a cursos de línguas, para que as pessoas adquiram capacidades, para que se possam erguer por si próprias e desempenhar um papel na sociedade", explica o conselheiro executivo da cidade de Viena, Jürgen Czernohorszky.

O centro CORE disponibiliza instalações aos refugiados. Widad ensinou árabe e religião em Damasco. Agora volta a dar aulas a crianças refugiadas, em Viena. Reconhece que muitas destas crianças são incapazes de ler e escrever na sua própria língua.

O CORE e os refugiados acreditam que aprender árabe pode ajudar a aprender alemão também. Acreditam, igualmente, que se tiverem acesso a uma boa educação terão uma melhor integração dentro da comunidade austríaca.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.