Última hora

Última hora

Carlos Ghosn reclama inocência em tribunal

Carlos Ghosn reclama inocência em tribunal
Tamanho do texto Aa Aa

O antigo presidente do grupo Renault-Nissan-Mitsubishi, Carlos Ghosn, esteve presente, pela primeira vez, num tribunal de Tóquio e diz-se inocente relativamente às acusações de fraude financeira.

É a primeira vez que o Ghosn fala perante um juiz desde que foi detido, em novembro passado. Os presentes disseram que o executivo entrou no tribunal algemado e que parece ter perdido peso.

No discurso de defesa disse que foi injustamente acusado e detido. Ghosn resgatou a Nissan da beira da falência há duas décadas. É acusado de ocultar pagamentos milionários e de cometer irregularidades fiscais.

A Nissan e Mitsubishi Motors afastaram-no da presidência do conselho de administração, mas Carlos Ghosn ainda mantém o cargo na Renault.