Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Carlos Ghosn reclama inocência em tribunal

Carlos Ghosn reclama inocência em tribunal
Tamanho do texto Aa Aa

O antigo presidente do grupo Renault-Nissan-Mitsubishi, Carlos Ghosn, esteve presente, pela primeira vez, num tribunal de Tóquio e diz-se inocente relativamente às acusações de fraude financeira.

É a primeira vez que o Ghosn fala perante um juiz desde que foi detido, em novembro passado. Os presentes disseram que o executivo entrou no tribunal algemado e que parece ter perdido peso.

No discurso de defesa disse que foi injustamente acusado e detido. Ghosn resgatou a Nissan da beira da falência há duas décadas. É acusado de ocultar pagamentos milionários e de cometer irregularidades fiscais.

A Nissan e Mitsubishi Motors afastaram-no da presidência do conselho de administração, mas Carlos Ghosn ainda mantém o cargo na Renault.