A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Carlos Ghosn permanece na prisão

Carlos Ghosn permanece na prisão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Carlos Ghosn vai continuar detido. O tribunal distrital de Tóquio, no Japão, recusou, esta terça-feira, a saída sob fiança ao antigo presidente da Nissan.

Ghosn está detido desde 19 de novembro, acusado de abuso de confiança e de fraude fiscal, por não ter declarado uma parte dos rendimentos resultantes de operações da empresa nos mercados bolsistas.