Última hora

Última hora

Governo de Itália apoia coletes amarelos franceses

Governo de Itália apoia coletes amarelos franceses
Tamanho do texto Aa Aa

O governo italiano apoia publicamente a ação dos coletes amarelos em França.

O apoio vem pela voz do ministro do Interior, Matteo Salvini, que disse numa conferência de imprensa: "Dou todo o apoio possível aos franceses que, de forma educada e respeitosa, dizem ao presidente deles - que não pensa no interesse do povo francês - que quanto mais depressa se for embora, melhor! Tendo dito isto, todos os episódios de violência são condenáveis, sem condições".

É um ataque claro e direto ao chefe do Estado francês, que se junta ao do vice-primeiro-ministro, Luigi Di Maio, do Movimento Cinco Estrelas. Di Maio escreve no Twitter: "Em França, como em Itália, a política tornou-se surda às necessidades dos cidadãos, que são mantidos à margem das decisões mais importantes que dizem respeito ao povo. O que se ouve alto e bom som nas praças de França, é um verdadeiro grito: Participemos!!!

Di Maio foi ainda mais ao longe ao propor a ajuda do seu movimento aos contestatários franceses para a organização das operações através da internet e para a elaboração do programa eleitoral.

Tanto o Movimento Cinco Estrelas como os Coletes Amarelos defendem mais democracia direta e acusam os governos de defenderem apenas os interesses das elites.

Obviamente que Paris não aprecia estas manifestações de apoio de um governo estrangeiro. A ministra francesa dos Assuntos Europeus, Nathalie Loiseau pediu a Roma, "um pouco mais de respeito".