Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Dakar 2019: Uma nona etapa com novos vencedores

Dakar 2019: Uma nona etapa com novos vencedores
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O australiano Toby Price (KTM) manteve a liderança do rali Dakar de todo-o-terreno a um dia do final da prova, depois de hoje ter terminado a nona etapa na quinta posição.

O francês Michael Metge (Sherco) foi o mais rápido a cumprir os 313 quilómetros cronometrados da especial, que teve partida e chegada em Pisco, no Peru, onde se disputa a 41.ª edição da competição. Metge gastou 3:46.38 horas, deixando o boliviano Daniel Nosiglia Jager (Honda) a 2.00 minutos.

O chileno Pablo Quintanilla (Husqvarna), que almejava recuperar a liderança da prova, foi apenas o terceiro mais rápido, a 3.28 minutos do vencedor. O piloto da Husqvarna sofreu marcação cerrada por parte da KTM, pois o austríaco Mathias Walkner (KTM) e Toby Price terminaram empatados com o mesmo tempo, apenas um segundo depois de Quintanilla.

Com estes resultados, Price, que corre com um pulso lesionado desde o início da prova, manteve a primeira posição com 1.02 minutos de vantagem sobre o chileno e 6.35 minutos sobre Walkner.

O norte-americano Andrew Short (Husqvarna), uma estrela do motocrosse americano, é o quarto, mas já a 40.01 minutos.

"Vai ser muito apertado no último dia. Acredito que termine no pódio, mas quero vencer", sublinhou o australiano da KTM.

O melhor português nesta penúltima etapa foi Sebastian Bühler (KTM), no 16.º lugar, a 35.43 minutos de Metge. Joaquim Rodrigues Jr. (Hero) foi 19.º e está na 17.ª posição, dois lugares à frente de Bühler. Fausto Mota foi 26.º e também ganhou um lugar, estando em 29.º.

Nos automóveis, o dia foi do catari Nasser Al-Attiyah (Toyota), que venceu pela terceira vez nesta edição, deixando Nani Roma (MINI) a 4.58 minutos, e tem o triunfo final na mão. Nesta altura, o piloto da Toyota, vencedor da prova em 2011 e 2015, tem 51.27 minutos de avanço para o espanhol. O francês Stéphane Peterhansel (MINI) desistiu devido a uma lesão nas costas do navegador, o compatriota David Castera.

O rali Dakar chega ao fim na quinta-feira, em Lima. Até lá, os pilotos resistentes enfrentam uma especial cronometrada de 112 quilómetros.