Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Merkel defende multilateralismo em Davos

Merkel defende multilateralismo em Davos
Direitos de autor
REUTERS/Arnd Wiegmann
Tamanho do texto Aa Aa

Angela Merkel está no Fórum Económico Mundial e Davos quis saber o que a chanceler pensa do mundo. Globalização e multilateralismo foram dois conceitos-chave do discurso da líder alemã que ainda tem fé no sistema internacional que vigora há 75 anos.

"Esta arquitetura global ainda é muito influenciada pelos resultados das decisões tomadas após a Segunda Guerra Mundial. Temos a ONU, temos formatos que se desenvolveram mais tarde, como o G7, o G20, ao nível de chefes de estado e de governo, como reação a uma das crises mais importantes que, de certa forma, foi muito influenciada pela era digital, ou seja, a grande crise financeira", afirmou Merkel.

Com o Brexit ainda na ordem do dia, Davos e a chanceler não passaram ao lado do tema.

"Acreditamos firmemente que a União Europeia pode reunir coragem, reunir forças para enfrentar estes desafios. Todos nós temos de viver com o choque da saída do Reino Unido da União. Todos os meus esforços vão no sentido de que isto aconteça de um a maneira ordenada. Queremos ter uma boa parceria futura", acrescentou a chanceler alemã.

Mas o grande destinatário do discurso de Merkel foi o ausente Donald Trump e a abordagem geopolítica do presidente norte-americano. Para a chanceler, o palco internacional deve continuar a ser regido pela cooperação entre países.