Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Donald Trump cancela Discurso da União

Donald Trump cancela Discurso da União
Direitos de autor
REUTERS/Kevin Lamarque, REUTERS/Carlos Barria
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pelosi proibiu e Trump vai mesmo respeitar a decisão da líder democrata da Câmara dos Representantes: enquanto houver shutdown, não haverá discurso do Estado da União.

Nancy Pelosi invocou razões de segurança para desaconselhar o presidente dos Estados Unidos a discursar no Congresso e sugeriu que Donald Trump o fizesse na Sala Oval ou por escrito.

Pela madrugada o Trump usava o Twitter para anunciar a decisão, afirmando não estar à procura de um local alternativo.

Tradição anual nos Estados Unidos desde 1790, o discurso, agendado para 29 de janeiro, não tem para já nova data.

A paralização do governo federal já dura há mais de um mês, impedindo o funcionamento dos departamentos públicos. Com os Estados Unidos estiverem a meio gás, cerca de 800 mil funcionários não recebem o ordenado. É o caso dos trabalhadores no aeroporto de Houston.

"Na próxima semana, quando eles não forem pagos, será a segunda vez que não recebem o salário. E isto está a ficar muito sério", alerta o presidente do sindicato da Administração de Segurança de Transportes, Freddie Cuellar

Em Houston, uma associação está a fornecer refeições gratuitas a 350 funcionários

Enquanto Congresso e Casa Branca não entrarem em acordo sobre a a verba destinada à construção do muro na fronteira com o México, parte do país vai continuar paralizada.