Última hora

Grande Prémio de Judo de Tel Aviv: ouro duplo para a nação anfitriã

Grande Prémio de Judo de Tel Aviv: ouro duplo para a nação anfitriã
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No primeiro dia do Grande Prémio de Judo, organizado pela primeira vez em Israel, a Shlomo Arena de Tel Aviv esteve lotada de adeptos, que não se cansaram de aplaudir a judoca israelita nossa Mulher do Dia, Shira Rishony (-48kg).

Perante o apoio incondicional do público, a judoca ganhou em casa a primeira medalha de ouro do ano, marcando Waza-ari sobre a sua adversária ucraniana Maryna Cherniak com um rápido golpe de O-soto, que lhe deu a sua primeira vitória no Campeonato do Mundo de Judo desde 2013.

Um momento da final entre Shira Rishony e Marina Cherniak

A jovem foi condecorada com a medalha de ouro pelo membro do Comité Olímpico Internacional Alex Gilady.

"A multidão foi incrível e ajudou-nos muito, acho que foi o factor mais importante. Fiquei muito comovida quando tocaram o hino, sinto muito orgulho, sinto-me honrada por fazer parte da equipa de Israel,” revelou Shira Rishony no final.

A equipa feminina de Israel continuou a sua investida. Timna Nelson Levy (-57kg) superou a poderosa russa Daria Mezhetskaia, levando a bancada da nação anfitriã ao rubro. Uma performance excepcional apoiada e aplaudida pelos muitos adeptos presentes.

A judoca recebeu a medalha de ouro das mãos da ministra da Cultura e Desporto de Israel, Miri Regev.

A campeã olímpica Majlinda Kelmendi arrasou tudo e todos, rumando imbatível até à final de -52kg. Uma sequência de arremessos inpiedosos ofereceram um espetáculo empolgante aos adeptos da nação anfitriã durante a antecipada final frente à judoca Gili Cohen, de Israel.

Mas a heróina do Kosovo foi imparável, negando à equipa da casa uma terceira medalha de ouro nos femininos. Majlinda Kelmendi é um nome a não esquecer.

O nosso homem do dia foi o italiano Manuel Lombardo (-66kg). O seu judo abrangente permitiu-lhe avançar com confiança até à final, onde mediu forças com o ucrâniano Bogdan Iadov. Demonstrando um nível técnico superior, o campeão do mundo nos Júniores conquistou o seu primeiro título de sempre no torneio.

O judoca Jorre Verstraeten venceu nos -60kg frente o holandês Tornike Tsjakadoea, arrebatando o ouro para a Bélgica.

O movimento do dia coube à medalhista de prata dos -57kg, a russa Daria Mezhetskaia. Um fabuloso Sode-Tsuri-Komi-Goshi fez "voar" a judoca húngara Hedvig Karakas, no que foi um incrível primeiro dia de Judo em Tel Aviv.

Quanto à participação portuguesa, a judoca portuguesa Maria Siderot alcançou o quinto lugar da classificação, ao perder no combate de atribuição do bronze nos -48 kg com a húngara Eva Csernoviczi. Já Joana Diogo, também nos -48 kg, e João Crisóstomo e André Soares, ambos nos -66 kg, foram afastados no combate inaugural.

A seleção lusa terá ainda duas estreias, de Bárbara Timo (-70 kg), na sexta-feira, e de Rochele Nunes (+78 k), no sábado. Competem também Jorge Fernandes (-73 kg), Anri Egutidze (-81 kg), Patrícia Sampaio (-78 kg), Yahima Ramirez (-78 kg) e Tiago Rodrigues (-90 kg).

O Grande Prémio de Tel Aviv conta com a participação de 379 atletas de 53 países.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.