Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Grande Prémio de Judo de Tel Aviv: ouro duplo para a nação anfitriã

Grande Prémio de Judo de Tel Aviv: ouro duplo para a nação anfitriã
Tamanho do texto Aa Aa

No primeiro dia do Grande Prémio de Judo, organizado pela primeira vez em Israel, a Shlomo Arena de Tel Aviv esteve lotada de adeptos, que não se cansaram de aplaudir a judoca israelita nossa Mulher do Dia, Shira Rishony (-48kg).

Perante o apoio incondicional do público, a judoca ganhou em casa a primeira medalha de ouro do ano, marcando Waza-ari sobre a sua adversária ucraniana Maryna Cherniak com um rápido golpe de O-soto, que lhe deu a sua primeira vitória no Campeonato do Mundo de Judo desde 2013.

Um momento da final entre Shira Rishony e Marina Cherniak

A jovem foi condecorada com a medalha de ouro pelo membro do Comité Olímpico Internacional Alex Gilady.

"A multidão foi incrível e ajudou-nos muito, acho que foi o factor mais importante. Fiquei muito comovida quando tocaram o hino, sinto muito orgulho, sinto-me honrada por fazer parte da equipa de Israel,” revelou Shira Rishony no final.

A equipa feminina de Israel continuou a sua investida. Timna Nelson Levy (-57kg) superou a poderosa russa Daria Mezhetskaia, levando a bancada da nação anfitriã ao rubro. Uma performance excepcional apoiada e aplaudida pelos muitos adeptos presentes.

A judoca recebeu a medalha de ouro das mãos da ministra da Cultura e Desporto de Israel, Miri Regev.

A campeã olímpica Majlinda Kelmendi arrasou tudo e todos, rumando imbatível até à final de -52kg. Uma sequência de arremessos inpiedosos ofereceram um espetáculo empolgante aos adeptos da nação anfitriã durante a antecipada final frente à judoca Gili Cohen, de Israel.

Mas a heróina do Kosovo foi imparável, negando à equipa da casa uma terceira medalha de ouro nos femininos. Majlinda Kelmendi é um nome a não esquecer.

O nosso homem do dia foi o italiano Manuel Lombardo (-66kg). O seu judo abrangente permitiu-lhe avançar com confiança até à final, onde mediu forças com o ucrâniano Bogdan Iadov. Demonstrando um nível técnico superior, o campeão do mundo nos Júniores conquistou o seu primeiro título de sempre no torneio.

O judoca Jorre Verstraeten venceu nos -60kg frente o holandês Tornike Tsjakadoea, arrebatando o ouro para a Bélgica.

O movimento do dia coube à medalhista de prata dos -57kg, a russa Daria Mezhetskaia. Um fabuloso Sode-Tsuri-Komi-Goshi fez "voar" a judoca húngara Hedvig Karakas, no que foi um incrível primeiro dia de Judo em Tel Aviv.

Quanto à participação portuguesa, a judoca portuguesa Maria Siderot alcançou o quinto lugar da classificação, ao perder no combate de atribuição do bronze nos -48 kg com a húngara Eva Csernoviczi. Já Joana Diogo, também nos -48 kg, e João Crisóstomo e André Soares, ambos nos -66 kg, foram afastados no combate inaugural.

A seleção lusa terá ainda duas estreias, de Bárbara Timo (-70 kg), na sexta-feira, e de Rochele Nunes (+78 k), no sábado. Competem também Jorge Fernandes (-73 kg), Anri Egutidze (-81 kg), Patrícia Sampaio (-78 kg), Yahima Ramirez (-78 kg) e Tiago Rodrigues (-90 kg).

O Grande Prémio de Tel Aviv conta com a participação de 379 atletas de 53 países.