Última hora

Última hora

Anri Egutidze quinto classificado nos -81kg do Grande Prémio de Judo de Tel Aviv

Anri Egutidze quinto classificado nos -81kg do Grande Prémio de Judo de Tel Aviv
Tamanho do texto Aa Aa

No segundo dia do Grande Prémio de Tel Aviv em judo, a Shlomo arena esteve mais uma vez lotada para um fantástico dia de Judo.

A competir na categoria de -81 kg, Anri Egutidze foi o português mais bem classificado, ao perder no combate de atribuição de uma das medalhas de bronze. Egutidze, atual 12.º do ranking da sua categoria, igualou a classificação obtida por Maria Siderot na quinta-feira, em -48 kg.

Bárbara Timo caiu ao segundo combate dos -70 kg, enquanto Jorge Fernandes nos -73 kg perdeu logo ao primeiro combate com um adversário que chegaria à final.

Maria Centracchio (-63kg) foi a nossa mulher do dia. Na final, a judoca italiana defrontou a favorita a competir em casa Inbal Shemesh. Depois de um combate longo e duro, Centracchio executou um brilhante Sumi-Gaeshi e ganhou o primeiro lugar do pódio.

A judoca foi premiada com a medalha de ouro pelo presidente da Federação Internacional de Judo, Marius Vizer.

"Hoje foi um dia especial. Eu vim a Tel Aviv para ganhar porque há duas semanas perdi o meu tio e não pude estar com minha família porque estava a preparar-me para esta competição. Por isso, vim com a intenção de ter uma exibição que nunca esquecerei e vencer foi um momento especial," comentou Maria Centracchio no final da competição.

O nosso homem do dia foi o favorito a competir em casa Sagi Muki (-81kg). O judoca fez frente ao búlgaro Ivaylo Ivanov na final, onde fez tudo parecer fácil. Passando por cima do seu adversário, executou um enorme Sode-Tsuri-Komi-Goshi, um poderoso golpe de manga.

O público presente foi exuberante na sua reação. Sagi Muki tornou-se um herói para o público da casa, pelo seu desempenho excepcional ao longo de todo o dia, apesar da pressão de não ficar aquém das expectativas dos adeptos presentes. Um feito impressionante.

O judoca recebeu a sua medalha de ouro das mãos do empresário e filantropo Sylvan Adams, e comentou: "É muito comovente ganhar em Israel este campeonato. Sinto-me feliz por competir aqui, o público é extraordinário, mas a pressão e o saber que a minha família está presente a assistir não foi fácil. Mas consegui lidar com a situação e senti-me apoiado pelo público para dar o meu melhor".

Na categoria de -70kg, a sueca Anna Bernholm saiu vitoriosa do combate com Alice Bellandi, negando à Italiana uma segunda medalha de ouro. Esta foi a segunda medalha de ouro num Grande Prémio da judoca e a primeira do ano para a Suécia.

A surpresa do dia foi Vadzim Shoka (-73kg), que ganhou a sua primeira medalha de ouro de sempre no Campeonato do Mundo de judo. Um contra-ataque eficaz contra o italiano Giovanni Esposito e um derradeiro golpe de braços ofereceu-lhe a vitória nos segundos finais do embate.

Não é a primeira vez que o belga Sami Chouchi (-81kg) produz o movimento do dia. A última vez que o consegiu foi no Grande Prémio de Cancun do ano passado. Hoje os adeptos em Tel Aviv renderam-se a um poderoso Osoto do judoca.

A seleção portuguesa em Tel Aviv conta ainda com a participação de Patrícia Sampaio (-78 kg), Yahima Ramirez (-78 kg), Rochele Nunes (-78 kg), e Tiago Rodrigues (-90 kg), que irão competir no sábado, último dia do torneio.