Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Anri Egutidze quinto classificado nos -81kg do Grande Prémio de Judo de Tel Aviv

Anri Egutidze quinto classificado nos -81kg do Grande Prémio de Judo de Tel Aviv
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No segundo dia do Grande Prémio de Tel Aviv em judo, a Shlomo arena esteve mais uma vez lotada para um fantástico dia de Judo.

A competir na categoria de -81 kg, Anri Egutidze foi o português mais bem classificado, ao perder no combate de atribuição de uma das medalhas de bronze. Egutidze, atual 12.º do ranking da sua categoria, igualou a classificação obtida por Maria Siderot na quinta-feira, em -48 kg.

Bárbara Timo caiu ao segundo combate dos -70 kg, enquanto Jorge Fernandes nos -73 kg perdeu logo ao primeiro combate com um adversário que chegaria à final.

Maria Centracchio (-63kg) foi a nossa mulher do dia. Na final, a judoca italiana defrontou a favorita a competir em casa Inbal Shemesh. Depois de um combate longo e duro, Centracchio executou um brilhante Sumi-Gaeshi e ganhou o primeiro lugar do pódio.

A judoca foi premiada com a medalha de ouro pelo presidente da Federação Internacional de Judo, Marius Vizer.

"Hoje foi um dia especial. Eu vim a Tel Aviv para ganhar porque há duas semanas perdi o meu tio e não pude estar com minha família porque estava a preparar-me para esta competição. Por isso, vim com a intenção de ter uma exibição que nunca esquecerei e vencer foi um momento especial," comentou Maria Centracchio no final da competição.

O nosso homem do dia foi o favorito a competir em casa Sagi Muki (-81kg). O judoca fez frente ao búlgaro Ivaylo Ivanov na final, onde fez tudo parecer fácil. Passando por cima do seu adversário, executou um enorme Sode-Tsuri-Komi-Goshi, um poderoso golpe de manga.

O público presente foi exuberante na sua reação. Sagi Muki tornou-se um herói para o público da casa, pelo seu desempenho excepcional ao longo de todo o dia, apesar da pressão de não ficar aquém das expectativas dos adeptos presentes. Um feito impressionante.

O judoca recebeu a sua medalha de ouro das mãos do empresário e filantropo Sylvan Adams, e comentou: "É muito comovente ganhar em Israel este campeonato. Sinto-me feliz por competir aqui, o público é extraordinário, mas a pressão e o saber que a minha família está presente a assistir não foi fácil. Mas consegui lidar com a situação e senti-me apoiado pelo público para dar o meu melhor".

Na categoria de -70kg, a sueca Anna Bernholm saiu vitoriosa do combate com Alice Bellandi, negando à Italiana uma segunda medalha de ouro. Esta foi a segunda medalha de ouro num Grande Prémio da judoca e a primeira do ano para a Suécia.

A surpresa do dia foi Vadzim Shoka (-73kg), que ganhou a sua primeira medalha de ouro de sempre no Campeonato do Mundo de judo. Um contra-ataque eficaz contra o italiano Giovanni Esposito e um derradeiro golpe de braços ofereceu-lhe a vitória nos segundos finais do embate.

Não é a primeira vez que o belga Sami Chouchi (-81kg) produz o movimento do dia. A última vez que o consegiu foi no Grande Prémio de Cancun do ano passado. Hoje os adeptos em Tel Aviv renderam-se a um poderoso Osoto do judoca.

A seleção portuguesa em Tel Aviv conta ainda com a participação de Patrícia Sampaio (-78 kg), Yahima Ramirez (-78 kg), Rochele Nunes (-78 kg), e Tiago Rodrigues (-90 kg), que irão competir no sábado, último dia do torneio.