Última hora

Última hora

Londres retira cidadania a "noiva" do Daesh

Londres retira cidadania a "noiva" do Daesh
Tamanho do texto Aa Aa

O Reino Unido retirou a nacionalidade britânica a Shamima Begum, a "noiva" do autoproclamado Estado Islâmico.

A jovem fugiu para a Síria em 2015, quando tinha 15 anos, e aderiu ao grupo jihadista. Agora, com 19 anos e um filho que nasceu há poucos dias, Shamima Begum quer retornar ao Reino Unido.

Em entrevista a uma televisão britânica, a jovem disse estar um pouco chocada e frustrada por lhe ter sido retirada a nacionalidade. O Governo de Londres advoga que como a família Begum tem ascendência bangladechiana, Shamima pode requerer a cidadania daquele país.

A família da jovem já fez saber, através do advogado, que está a considerar "todos os meios legais" para reverter a decisão do Governo de Theresa May.

Questionada sobre se considera ter sido um erro sair do Reino Unido para se juntar ao Daesh, na Síria, Shamima Begum reponde que, "de certo modo sim", mas que não se arrepende pois isso mudou a sua vida. A jovem sublinha que isso a tornou mais forte pois, casou com uma pessoa que nunca teria encontrado no Reino Unido e teve os filhos. Shamima conta que se divertiu muito, nos últimos anos, mas que para o final, a situação ficou muito difícil, o que a levou a sair de lá.

Shamima Begum abandonou o Reino Unido em 2015, com duas amigas também adolescentes. Agora, encontra-se num campo de refugiados, na Síria, depois de ter fugido de Baghuz, o último bastião do Daesh naquele país.