A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Catarina Costa conquista medalha de bronze em Düsseldorf

Catarina Costa conquista medalha de bronze em Düsseldorf
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No primeiro dia do Grand Slam de Judo de Düsseldorf, que decorre até domingo, a portuguesa Catarina Costa conquistou a medalha de bronze na categoria de -48kg.

No quadro principal, a judoca venceu a sérvia Andrea Stojadinov (66.ª) e a chinesa Huanmin Guan (132.ª), antes de ser derrotada no acesso às meias-finais pela japonesa Funa Tonaki. Apesar dos dois shidos sofridos pela japonesa, Catarina Costa acabou derrotada por ippon a 1.42 minutos do final do combate.

O momento da vitória da portuguesa Catarina Costa

Na repescagem, a portuguesa venceu a israelita Shira Rishony (11.ª) e a espanhola Laura Martínez (28.ª), ambas por ippon. A judoca acabaria por conquistar o bronze com um Ashi-waza sobre Martínez, que lhe deu o triunfo a 1.15 minutos do final do combate.

A heroína do Kosovo

A heroína do Kosovo Majlinda Kelmendi voltou a triunfar na categoria de -52kg. Deixando claro combate após combate o seu domínio absoluto na categoria, a campeã olímpica revelou-se a nossa mulher do dia. Com um nível técnico superior na execução de golpes de ancas, primeiro frente à alemã Verena Thumm e depois na meia-final frente à italiana Odette Giuffrida, a judoca derrotou na final Sosorbaram Lkhagvasuren, da Mongólia, usando outro dos seus pontos fortes, a destreza tática, que lhe garantiu mais uma subida ao lugar mais alto do pódio. Kelmendi parece determinada a voltar a reivindicar este ano o título de campeã do mundo.

"Hoje senti-me muito motivada. Senti-me como se estivesse a competir nos Olímpicos. Sabia exatamente o que tinha que fazer, tive confiança em mim mesma e penso que acabei de provar que deu resultado," comentou sobre a sua vitória.

O domínio do Japão

O nosso homem do dia foi o japonês Joshiro Maruyama. O vencedor da medalha de ouro no Grand Slam de Osaka agora famoso pelo seu Uchi-mata, deu-nos muitos exemplos do seu dinamismo, a começar frente ao coreano Young Jin Ham.

De seguida foi a vez de lutar e vencer frente a Manuel Lombardo, o italiano que derrotou o seu compatriota e rival Hifumi Abe em Paris há apenas duas semanas.

Na final, o judoca derrotou outro coreano, Limhwan Kim, com outro Uchi-mata. Mesmo quando os adversários sabem o que está por vir, não conseguem fazer frente ao japonês a competir em -66kg. Joshiro Maruyama é o provável novo número um do judo no Japão.

"Para mim o mais importante tanto no Grand Slam de Osaka como no Masters foi poder executar o meu estilo próprio de judo . Mas ao participar no Grand Slam de Düsseldorf, eu sabia que seria pesquisado pelos meus adversários. Por isso, o mais importante era ser capaz de encontrar o momento certo para um ataque decisivo, que foi o que aconteceu," explicou Maruyama.

O resto do dia foi todo do Japão. A competir em -48kilos, a ex-campeã do mundo Funa Tonaki, marcou Ippon com um superlativo Sumi-gaeshi frente à coreana Yujeong Kang.

Com mais uma exibição brilhante, o judoca Ryuju Nagayama prevaleceu sobre o russo Robert Mshvidobadze, sagrando-se o campeão de Düsseldorf em -60kg com um belíssimo Uchi-mata.

Na categoria de -57kg, a final foi um frente a frente entre uma Campeã do Mundo e uma Campeã Olímpica, com Tsukasa Yoshida a prevalecer sobre a brasileira Rafaela Silva com mais uma técnica de sacrifício, que deu ao Japão quatro das cinco medalhas de ouro até ao momento.

O nosso movimento do dia coube a Bashkuu Yondonperenlei, na luta pela medalha de Bronze em -66kg. De forma espetacular, o judoca da Mongólia levantou no literalmente no ar o campeão do Grand Slam de Paris Denis Vieru, da Moldávia, alcançando a vitória.

A comitiva portuguesa

Com os olhos postos na qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, a comitiva portuguesa em Düsseldorf inclui catorze judocas e é orientada pelos treinadores Ana Hormigo, Pedro Soares e Go Tsunoda.

No primeiro dia da competição estiveram também em ação Maria Siderot (-48 kg), que perdeu no segundo combate, bem como Wilsa Gomes (-57 kg), Jorge Fernandes e André Soares (-66 kg), que saíram derrotados logo na estreia.

No sábado competem Jorge Fernandes (-73 kg), Anri Egutidze e Carlos Luz (-81 kg) e Bárbara Timo (-70 kg) - medalha de bronze em Paris -, e no domingo Tiago Rodrigues (-90 kg), Jorge Fonseca (-100 kg), Yahima Ramirez e Patrícia Sampaio (-78 kg), e Rochele Nunes (+78 kg).