Última hora

Última hora

Eleições na Moldávia: entre a Rússia e a União Europeia

Eleições na Moldávia: entre a Rússia e a União Europeia
Tamanho do texto Aa Aa

A divisão entre a União Europeia e a Rússia vai marcar as eleições legislativas deste domingo na Moldávia.

Segundo as sondagens, o Partido Socialista do presidente Igor Dodon, defensor de uma aproximação a Moscovo, poderá conseguir até 50% dos votos.

Em segundo lugar está a aliança que junta dois partidos favoráveis à entrada do país no bloco europeu e na Nato. Segue-se o Partido Democrata, atualmente maioritário no governo e parlamento, que quer o restabelecimento das relações com Bruxelas e ao mesmo tempo evitar tensões com a Rússia.

Os analistas prevêem que nenhum partido ou aliança vai conseguir uma maioria para formar governo e, por isso, receiam um novo período de instabilidade.

A Moldávia é o país mais pobre da Europa. A antiga república da União Soviética sobrevive graças às remessas enviadas pelos emigrantes. As autoridades estimam que um quarto dos cidadãos deixou o pais à procura de melhores condições de vida.

Num evento recente, na praça central da capital Chisinau, um grupo de pessoas juntou calçado de familiares que emigraram. Segundo a organização, tratou-se de um gesto simbólico para lembrar os políticos que é preciso criar condições para que os emigrantes possam voltar.