A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"Coletes rosa" juntam-se aos "amarelos"

"Coletes rosa" juntam-se aos "amarelos"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

À décima sétima semana consecutiva de protestos nas ruas de França, o movimento dos coletes amarelos ganhou uma nova cor, o rosa. Sob o pretexto do Dia Internacional da Mulher, celebrado na véspera, um grupo de assistentes maternais juntou-se aos protestos para fazer ouvir a sua voz contra a reforma do subsídio de desemprego.

A importância da igualdade de género foi bem vincada por Oriane, uma das manifestantes, que garantiu que não existe democracia sem direitos das mulheres, nem direitos das mulheres sem democracia e que as mulheres são essenciais ao bom funcionamento da sociedade.

A mobilização em torno do movimento dos coletes amarelos tem vindo a baixar e os números das últimas semanas têm estado bem distantes das mais de 280 mil pessoas que saíram para as ruas de França na primeira semana de protestos, a 17 de novembro. Ainda assim as ações de luta irão continuar e são cada vez mais abrangentes, este sábado além da manifestação de rua, houve ainda uma "flash mob" no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, para lutar contra a sua privatização.