Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Rússia celebra anexação da Crimeia com festival

Rússia celebra anexação da Crimeia com festival
Tamanho do texto Aa Aa

Cinco anos após a anexação da Crimeia pela Rússia, muitos são convidados a participar no festival "Primavera da Crimeia" em Moscovo.

No festival são apresentadas danças tradicionais da Crimeia, descobre-se a gastronomia e pontos turísticos.

"Acho que está historicamente confirmado que esta terra deve ser parte da Federação Russa. A base da frota do Mar Negro está aqui localizada, é uma área estrategicamente importante para a proteção das fronteiras de nossa pátria," considera um homem.

"Eu sou uma fã russa da Crimeia. A Crimeia é nossa. Acho que foi uma decisão acertada, estou muito feliz por termos voltado à Crimeia há 5 anos," afirma uma mulher

"De acordo com as sondagens, a decisão de anexar a Crimeia ainda é considerada a decisão certa para a grande maioria dos russos, mas o número daqueles que acreditam ser útil para o país diminuiu drasticamente desde 2015," revela a jornalista da Euronews, Galina Polonskaya.

"Crimeia é Ucrânia", está escrito em ucraniano no cartaz que um ucraniano trouxe para este festival a poucos passos do Kremlin.

"As sanções que os países impuseram levaram à deterioração do padrão de vida. Além das sanções, as pessoas na Crimeia estão a ser presas. Mais de 70 presos políticos ucranianos estão em prisões russas e, recentemente, mais 24 marinheiros ucranianos," explica o cidadão ucraniano.

Fotos de alguns dos prisioneiros estão num cartaz que é mostrado pelo casal Nikolay e Marina. Vieram para o famoso parque Gorky, em Moscovo, para exigir que estas pessoas sejam imediatamente libertadas.

"O cineasta Oleg Sentsov, os tártaros da Crimeia, as autoridades russas estão a fazer uma repressão imensa contra eles," afirma Nikolay.

"A Rússia está cada vez mais isolada política e economicamente," considera Marina.

"Mas estas vozes acabam por ser abafadas pelo barulho da festa. "18 de março - o dia da reunificação da Crimeia com a Rússia" - foi decidido pelo Parlamento russo. As celebrações acontecem em todo o país," explica a jornalista da euronews.