Última hora
This content is not available in your region

Autoridades alemãs desvendam rede de "doping" sanguíneo

euronews_icons_loading
Autoridades alemãs desvendam rede de "doping" sanguíneo
Direitos de autor  Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades alemãs informaram, esta quarta-feira, que descobriram uma rede de "doping" sanguíneo que envolve 21 atletas de oito países europeus e de cinco modalidades desportivas.

A investigação teve início após a prisão do médico Mark Schmidt, numa operação que decorreu durante o Mundial de esqui alpino, em fevereiro.

"O principal acusado foi interrogado por mim e pelos funcionários da alfândega e pelos colegas austríacos. Devem perceber que não posso dizer mais nada sobre o que ele disse por razões táticas de interrogatório. Em especial, sobre os atletas envolvidos ou de que países são", informou o procurador-geral de Munique Kai Graeber.

Entre 2011 e fevereiro deste ano, os 21 atletas ter-se-ão submetido a pelo menos 100 transfusões de sangue com o objetivo de melhorar o desempenho desportivo.

Os procedimentos médicos terão sido feitos na Alemanha, Suíça, Itália, Finlândia, Havai e Coreia do Sul.