A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

A corrida contra o tempo para travar o Brexit

A corrida contra o tempo para travar o Brexit
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

"Devolvam ao povo" a decisão final sobre o Brexit - foram as palavras de ordem mais ouvidas numa manifestação que, segundo a plataforma People's Vote, reuniu mais de um milhão de pessoas no centro de Londres. Entre os que falam de uma Theresa May completamente ultrapassada pelos acontecimentos estavam aqueles que vieram a um protesto pela primeira vez na vida.

Uma jovem de 19 anos dizia-nos que "as pessoas não tomaram uma decisão informada na altura, ninguém explicou como seria na realidade o Brexit. Agora que as pessoas sabem é que deviam tomar essa decisão".

REUTERS/Dylan Martinez

Um reformado de 69 anos afirmava que "o país está mergulhado no caos por causa da incompetência do governo. O voto nunca devia sequer ter acontecido. Era uma proposta ridícula e as pessoas arrependem-se desde então."

Outro jovem de 23 realçava que pretende ajudar a "travar o Brexit, porque a união faz a força e não é preciso estar a colocar mais barreiras artificiais onde elas não existem. O povo foi traído por um pequeno conjunto de elites".

Se tudo corresse como previsto, dentro de uma semana o Reino Unido já estaria fora da União Europeia. Agora, o prazo para tomar uma decisão foi alargado para o dia 12 de abril.

Numa corrida contra o tempo, foi criada uma petição para que o governo revogue o famoso artigo 50 do Tratado de Lisboa e renuncie ao Brexit. A iniciativa já recolheu mais de 4 milhões de assinaturas.