Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

A corrida contra o tempo para travar o Brexit

A corrida contra o tempo para travar o Brexit
Direitos de autor
Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

"Devolvam ao povo" a decisão final sobre o Brexit - foram as palavras de ordem mais ouvidas numa manifestação que, segundo a plataforma People's Vote, reuniu mais de um milhão de pessoas no centro de Londres. Entre os que falam de uma Theresa May completamente ultrapassada pelos acontecimentos estavam aqueles que vieram a um protesto pela primeira vez na vida.

Uma jovem de 19 anos dizia-nos que "as pessoas não tomaram uma decisão informada na altura, ninguém explicou como seria na realidade o Brexit. Agora que as pessoas sabem é que deviam tomar essa decisão".

REUTERS/Dylan Martinez

Um reformado de 69 anos afirmava que "o país está mergulhado no caos por causa da incompetência do governo. O voto nunca devia sequer ter acontecido. Era uma proposta ridícula e as pessoas arrependem-se desde então."

Outro jovem de 23 realçava que pretende ajudar a "travar o Brexit, porque a união faz a força e não é preciso estar a colocar mais barreiras artificiais onde elas não existem. O povo foi traído por um pequeno conjunto de elites".

Se tudo corresse como previsto, dentro de uma semana o Reino Unido já estaria fora da União Europeia. Agora, o prazo para tomar uma decisão foi alargado para o dia 12 de abril.

Numa corrida contra o tempo, foi criada uma petição para que o governo revogue o famoso artigo 50 do Tratado de Lisboa e renuncie ao Brexit. A iniciativa já recolheu mais de 4 milhões de assinaturas.