Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Estará Theresa May de saída?

Estará Theresa May de saída?
Tamanho do texto Aa Aa

Theresa May poderá demitir-se se o acordo do Brexit passar no parlamento. Terá sido isso mesmo que a primeira-ministra britânica comunicou numa reunião de emergência com o executivo e nomes-chave do processo do Brexit, como Boris Johnson, em Chequers, a casa de campo da chefe de governo.

Entretanto, as figuras apontadas pela imprensa britânica como estando por detrás de uma alegada conspiração para a afastar dizem que nada disso faz sentido.

"Mudar de primeiro-ministro não nos vai ajudar, nem mudar o partido no governo. Temos de debater a verdadeira questão que é: que tipo de Brexit pode o parlamento aceitar?", diz o ministro das Finanças, Philip Hammond.

"Não é o momento de mudar o capitão do navio. O que precisamos é de estabelecer um caminho claro e é o que a primeira-ministra está a fazer, ao tentar obter um acordo que respeite o mandato conferido pelo referendo", salienta Michael Gove, secretário de Estado do Ambiente.

Nesta altura tudo parece voltar a estar em cima da mesa, mesmo um segundo referendo, como pediram cerca de um milhão de manifestantes em Londres, este fim de semana. Circula também uma petição com mais de cinco milhões de assinaturas.

Os próximos passos estão a ser debatidos. Os deputados deverão organizar os chamados "votos indicativos" durante a semana para tentar encontrar um caminho no seio do parlamento, à margem de May.