Última hora

Última hora

Imigrantes demoram 9 anos a entrar no mercado de trabalho

Imigrantes demoram 9 anos a entrar no mercado de trabalho
Tamanho do texto Aa Aa

As pessoas estão no centro da abordagem do programa "One stop future shop", em Biskopsgarden, uma das mais complicadas freguesias de Gotemburgo, na Suécia. Este projeto, que em português se pode traduzir como "balcão único do futuro" já tem três anos e apoia muitos imigrantes.

Logo no primeiro diagnóstico das dificuldades de integração, os responsáveis encontraram resultados supreendentes. Um deles, o tempo de entrada no mercado de trabalho. "Percebemos que os imigrantes que aqui chegam demoram nove anos a entrar no mercado de trabalho", revela Samira Savarani, conselheira no Centro, que não tem dúvidas em classificar este cenário como "um desastre".

A necessidade de uma ção rápida para diminuir este período aguçou o engenho e levou à criação do programa: "Estas pessoas que encontramos são o foco do nosso trabalho," diz com orgulho Savarani.