Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Barnier diz que "no-deal é provável"

Barnier diz que "no-deal é provável"
Tamanho do texto Aa Aa

Um dia depois de os deputados britânicos terem chumbado novamente todas as alternativas ao acordo da primeira-ministra com Bruxelas, o negociador da União Europeia para o Brexit foi ao Parlamento Europeu dizer que a saída do Reino Unido sem acordo parece ser o caminho mais provável.

"Hoje, na situação que estamos, a opção "No deal" é provável. Tenho a responsabilidade de dizer a verdade. Mas nós devemos preparar-nos e estamos preparados há muitos meses. O Brexit monopolizou a agenda europeia nos últimos meses... Muita energia e muito tempo. Penso que devemos dedicar esta energia e este tempo a uma agenda positiva", desejou Michel Barnier.

Na sua intervenção, Barnier referiu-se aos deputados britânicos mais extremistas como Nigel Farage: "Estas pessoas querem destruir a União Europeia a partir de dentro e outros desde fora. É por isso, que temos de cuidar da União Europeia, mesmo se a tivermos de reformar".

O coordenador do Parlamento Europeu para o Brexit, Guy Verhofstadt, e líder dos Liberais, escreveu no Twitter, que "um Brexit duro é quase inevitável" e que "na quarta-feira, o Reino Unido tem uma última oportunidade de acabar com o impasse ou enfrentar o abismo. "

Se os deputados britânicos não votarem a favor, Barnier diz que há apenas duas opções: uma saída sem acordo ou o Reino Unido pede que o artigo 50 se prolongue além de 22 de maio.