Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Ex-chefe anticorrupção pode sair da Roménia

Ex-chefe anticorrupção pode sair da Roménia
Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal da Roménia decidiu levantar o controlo judiciário que impedia de sair do país a antiga chefe anticorrupção Laura Codruta Kovesi, favorita das instâncias comunitárias para dirigir a futura procuradoria europeia.

Após receber a notícia, a magistrada preferiu concentrar-se no trabalho dos atuais procuradores romenos contra a corrupção:

"Sei que são pessoas corajosas e não tenho dúvidas de que seguirão em frente se os deixarem. Se houver mudanças nas leis e os instrumentos de investigação da corrupção diminuirem, não poderão fazê-lo."

Nos cinco anos que dirigiu o gabinete anticorrupção da Roménia dezenas de eleitos locais e nacionais foram condenados e o trabalho de Kovesi foi felicitado por grupos da sociedade civil, por investidores privados e pela União Europeia.

Antonio Tajani, presidente do Parlamento Europeu: "Quero exprimir a total preocupação do Parlamento Europeu com a situação ocorrida. E quero deixar claro que a senhora Kovesi continua a ser a nossa candidata e a beneficiar do nosso respeito e apoio."

Mari Jeanne Ion, euronews: "Em apuros, a coligação governamental está a lutar contra a Comissão Europeia e contra os avisos da embaixada norte-americana de que o combate à corrupção está a perder terreno na Roménia. O executivo social-democrata continua a tentar alterar o código penal no que diz respeito à corrupção, apesar dos avisos repetidos pela Comissão Europeia e pela sociedade civil romena. Resta saber se o governo vai avançar com os decretos de emergência para alterar as leis, uma medida que colocaria a Roménia em rota de colisão direta com Bruxelas."