A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Forças rebeldes avançam sobre Tripoli

Forças rebeldes avançam sobre Tripoli
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Informações dão conta de confrontos entre forças rebeldes líbias e forças pró-governamentais a sul da capital líbia, Tripoli.

As forças rebeldes estão sob o controlo do general Khalifa Haftar que controla o sul do país.

Na capital, as forças da ONU foram colocadas em estado de alerta.

"Estamos surpreendidos por ver movimentos militares liderados por Haftar em paralelo a uma retórica que nos traz de novo a uma era ditatorial e autocrática. Ele envia os nossos filhos para um destino incerto onde servem apenas para alimentar uma guerra que não terá vencedor. Haftar destruiu os esforços de todos os líbios e da comunidade internacional para uma solução pacífica" disse o primeiro-ministro líbio Faiz Sarraj.

Informações dão conta de combates na área do antigo aeroporto internacional de Tripoli. O general rebelde deixava no ar um aviso este sábado.

"Não levantem armas exceto contra quem comete injustiças e escolhe o confronto e a luta. Disparem apenas em resposta áqueles que transportam armas... quem baixou as armas está seguro, quem ficar em casa está seguro e quem içar a bandeira branca também está seguro. A segurança dos nossos cidadãos, a sua honra, propriedade e os nossos convidados internacionais também" alertou o general Khalifa Hafter, Comandante-em-chefe das forças rebeldes, o grupo auto-intitulado Exército Nacional Líbio.

O conselho de segurança da ONU e o G7 já apelaram a todas as partes no sentido de pararem todas as atividades militares.

O general rebelde conta com o apoio do Egito, da Rússia, e dos Emiratos Árabes Unidos.