Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

May reúne-se com Merkel e Macron em véspera de cimeira da UE

May reúne-se com Merkel e Macron em véspera de cimeira da UE
Direitos de autor
Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

O clima de incerteza em relação ao futuro permanece em Londres. O Reino Unido estabeleceu o dia 23 de maio como a data para as eleições europeias, mas espera não realizá-las. Enquanto isso, aproxima-se a jornada crítica de 12 de abril, atual prazo-limite para o "Brexit."

Esta terça-feira, a primeira-ministra britânica reúne-se com a chanceler alemã em Berlim e com o presidente francês em Paris. Theresa May tentará convencer Angela Merkel e Emmanuel Macron a aceitarem uma prorrogação do "Brexit" até 30 de junho.

A primeira-ministra britânica tenta superar a resistência do rival trabalhista. Mas para Jeremy Corbyn, Theresa May ainda está longe da posição que defende.

"O problema é que o Governo não parece afastar-se das linhas vermelhas originais. Falei na questão de uma união aduaneira com a União Europeia (UE), do acesso ao mercado comum e, em particular, da proteção dos direitos dos consumidores, do ambiente e dos direitos dos trabalhadores. Isso tem de ser dinâmico e garantido no futuro. Até ao momento, não tivemos esses compromissos", sublinhou o líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn.

O negociador-chefe da União Europeia para o "Brexit", Michel Barnier, esteve reunido com o primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, em Dublin na segunda-feira. Disse esperar um resultado positivo para as negociações entre os partidos em Westminster e que a UE apoia a Irlanda independentemente do tipo de saída: "Deixem-me ser claro: se o Reino Unido abandonasse a União Europeia sem acordo não discutiríamos o que quer que seja com o Reino Unido até a existência de um acordo para a República da Irlanda e Irlanda do Norte ou para os direitos dos cidadãos e a situação financeira."

Os líderes europeus reúnem-se esta quarta-feira com Theresa May, em Bruxelas. Qualquer adiamento da data do "Brexit" requer a aprovação unânime dos líderes do 27 Estados-membros remanescentes.