A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Governo da Albânia enfrenta pedidos de demissão e eleições

Governo da Albânia enfrenta pedidos de demissão e eleições
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Albânia vive dias agitados a nível político e Tirana foi palco de enormes protestos contra o governo socialista liderado pelo primeiro-ministro Edi Rama.

Milhares de militantes dos partidos de oposição concentraram-se na capital, empunhando cartazes de protesto e lançando tochas e outros projéteis contra a polícia.

Alguns manifestantes chegaram mesmo a quebrar o cordão policial junto à sede do governo, mas sem invadir as instalações.

O objetivo da oposição é claro: conseguir a demissão do executivo, que é acusado de corrupção, e avançar para eleições antecipadas.

Os protestos em Tirana duram já desde 16 de fevereiro, mas o primeiro-ministro, Edi Rama, já garantiu que não se vai demitir do cargo.

Já este sábado, numa mensagem publicada na rede social Twitter, o líder do governo albanês manifestou a sua solidariedade relativamente aos agentes da autoridade que vigiaram os protestos e criticou os partidos da oposição.