Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Governo da Albânia enfrenta pedidos de demissão e eleições

Governo da Albânia enfrenta pedidos de demissão e eleições
Tamanho do texto Aa Aa

A Albânia vive dias agitados a nível político e Tirana foi palco de enormes protestos contra o governo socialista liderado pelo primeiro-ministro Edi Rama.

Milhares de militantes dos partidos de oposição concentraram-se na capital, empunhando cartazes de protesto e lançando tochas e outros projéteis contra a polícia.

Alguns manifestantes chegaram mesmo a quebrar o cordão policial junto à sede do governo, mas sem invadir as instalações.

O objetivo da oposição é claro: conseguir a demissão do executivo, que é acusado de corrupção, e avançar para eleições antecipadas.

Os protestos em Tirana duram já desde 16 de fevereiro, mas o primeiro-ministro, Edi Rama, já garantiu que não se vai demitir do cargo.

Já este sábado, numa mensagem publicada na rede social Twitter, o líder do governo albanês manifestou a sua solidariedade relativamente aos agentes da autoridade que vigiaram os protestos e criticou os partidos da oposição.